Análise de água para poço em Santa Catarina
Análise de água para poço em Santa Catarina
março 4, 2019
Laboprime com certificação da FEPAM
abril 1, 2019
Análise de água, saiba o que determina a qualidade da água mineral

Existem alguns parâmetros que determinam a qualidade da água mineral. Através da análise de água que temos a resposta. Saiba mais.

Existe um debate considerável entre os cientistas e especialistas em saúde quanto aos diferentes benefícios da água mineral para a saúde.

A resposta, no entanto, é unânime: por ser uma mistura essencial de minerais como magnésio, sódio, cálcio e potássio, o consumo regular de água mineral melhora a saúde geral do corpo e bem-estar, por exemplo.

Ao contrário da água da torneira, que recebe vários compostos químicos para torná-la potável e própria para o consumo, a água mineral é livre de substâncias químicas adicionadas e conservantes, o que faz com ela seja mais pura e saudável, quando em condições adequadas.

Que os benefícios podem ser muitos, você já sabe.

Mas água cristalina e sem odor não é sinônimo de qualidade, afirmam especialistas.

Por isso, consumir água, proveniente de poços artesianos, exige cuidados.

Mas quais são os parâmetros que determinam a qualidade da água mineral?

Qual a importância da análise dessa água para determinar se ela é destinada ao consumo humano?

É o que falaremos adiante.

 

Importância da análise de água mineral

Segundo o Ministério da Saúde, através da Portaria nº 2914, de 12 de dezembro de 2011, a água de consumo humano destinada à ingestão, preparação e produção de alimentos e à higiene pessoal deve ser potável, de qualidade assegurada, livre de contaminação, não devendo, em hipótese alguma, oferecer riscos à saúde humana.

A RDC nº 274, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determina ainda que as características microbiológicas devam atender ao Regulamento Técnico específico e não devem conter concentrações acima dos limites máximos permitidos das substâncias químicas que apresentam risco à saúde humana, bem como, adota os requisitos adicionais de rotulagem para água mineral.

Por isso, uma análise de água mineral é extremamente importante para determinar se ela é apropriada para o consumo humano e leva em consideração parâmetros microbiológicos que observam a presença de coliformes totais e termotolerantes, e também parâmetros físico-químicos de pH, condutividade elétrica, turbidez, teor de sólidos dissolvidos e oxigênio dissolvido.

 

Parâmetros da análise de água mineral

Para que uma água seja classificada como Água Mineral Natural, ela deve preencher alguns critérios, como:

Ser potável: Isso significa que a água não pode ter qualquer vestígio de poluição orgânica (presença de coliformes) ou mineral, aspecto límpido e sem odor.

Atender limites de componentes químicos: Os elementos presentes na sua composição não podem exceder os valores máximos determinados em resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde. Exemplos: ferro < 0,3 mg / L, flúor < 1.0 mg / L, chumbo < 0.01 mg / L, mercúrio < 0.001 mg / L,… etc.

Qualidade: Para uma água ser considerada mineral ela precisa ser classificada por uma qualidade que a destaque das demais águas. Essa qualidade pode ser devido à presença de certos elementos em quantidade aceitável ou outra característica física como temperatura ou radioatividade na fonte, por exemplo.

 

Critérios da análise de água mineral

A pesquisa de água mineral, termal, gasosa, de mesa ou destinada a fins balneários é regulada pelo Código de Águas Minerais e leva em consideração os seguintes critérios:

 

  1. Pressão osmótica e grau crioscópico, condutividade elétrica, concentração iônica e hidrogênio, teor em radônio e torônio da água e dos seus gases espontâneos; temperatura e vasão.

 

  1. Análise química completa da água e dos gases dissolvidos, assim como sua classificação de acordo com as normais adotadas na presente lei.

 

III. Análise bacteriológica, compreendendo “testes” de suspeição, confirmatório e completo para o grupo coli-aerogêneo, assim como contagem global em 24 horas a 37º C e em 48 horas a 20º C.

Executado este exame de acordo com técnica a ser adotada oficialmente; será desde logo considerada poluída e imprópria para o consumo toda a água que apresentar o grupo coli-aerogêneo presente em dez mil.

 

  1. Análise e vasão dos gases espontâneos.

 

Classificação das águas minerais

Existem vários tipos de água mineral, já que estas dependem da quantidade de elementos incluídos, sendo alguns exemplos:

  • Sulfurosa – Indicada para problemas articulares, do aparelho digestivo e problemas da pele. É conhecida também por suas ações cicatrizantes.
  • Ferruginosa – Ajuda a combater a anemia e estimula o apetite.
  • Carbogasosa – Indicada para combater a hipertensão arterial. É diurética e ajuda a repor as energias.
  • Radioativa – Favorece a digestão, ajuda a combater cólicas intestinais e também a dissolver cálculos renais. É indicada ainda como calmante.
  • Magnesiana – Atua como laxante, contribuindo para o bom funcionamento do estômago e intestino.
  • Carbônica – Reduz o apetite e ajuda na hidratação da pele.

 

Conclusão

Como sabemos agora, a análise da água mineral é definida através de um conjunto de parâmetros estabelecidos por normas e legislações sanitárias.

Entre em contato conosco. Faça já sua análise de água mineral com a Laboprime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Área de Clientes
× Fale conosco pelo WhatsApp