Análise de agentes químicos para indústria importante para todos os setores
Análise de agentes químicos para indústria, importante para todos os setores
junho 4, 2019
Análises de agentes químicos para setores de manutenção de máquinas e torno
Análises de agentes químicos para setores de manutenção de máquinas e torno
junho 11, 2019
Análises de agentes químicos e biológicos para higiene ocupacional

A higiene ocupacional, especialmente referente aos elementos químicos, exige alto nível de profissionalismo. Essa elevada eficácia se explica pela necessidade de realização com perfeição de um planejamento dedicado a saúde e bem estar do trabalhador. Portanto, as análises de agentes químicos e biológicos são fundamentais para esse planejamento seja colocado em prática de forma bem sucedida.

Por isso, há a necessidade de atividades bem organizadas e conhecimento das propriedades toxicológicas. Tudo para se tenha uma possibilidade de definir medidas e urgências. Afinal, a higiene ocupacional em conjunto com a química, vai abordar as interações de agentes químicos com o organismo do trabalhador. E não para por aí!

Isso também vai explorar todos os agentes relevantes em um possível dano a saúde do trabalho, como também na sua prevenção. No território nacional, o acompanhamento e descobrimento dos agentes químicos e biológicos nos ambientes de trabalho são determinados pela Secretaria de Segurança e Saúde do Trabalho. Todos os parâmetros e normas são determinados pelas Normas Regulamentadoras (NR’s).

Definição de agentes químicos e biológicos

No entanto, muitas pessoas ainda não estão realmente cientes da definição e sequer da importância das análises de agentes químicos e biológicos. Confira a seguir!

1 – Agentes de riscos biológicos

Basicamente, os agentes de riscos biológicos podem determinar o aparecimento de males em função da contaminação e do caráter da atividade laboral. Tais como:

  •         Parasitas;
  •         Protozoários;
  •         Bactérias;
  •         Fungos;
  •         Bacilos.

2 – Agentes de riscos químicos

Já os agentes de riscos químicos se tratam de perigos referentes a substâncias químicas no estado líquido, no estado sólido e ainda no estado gasoso. E, em uma eventual ingestão pelo corpo humano, esses agentes podem desencadear efeitos significativamente danosos e tóxicos aos profissionais em questão.

Os principais exemplos de riscos químicos são:

  •         Poeira;
  •         Neblinas;
  •         Vapores;
  •         Gases;
  •         Fumos;
  •         Névoas;
  •         Substancias;
  •         Itens químicos de modo geral.

Os Limites de Tolerância

Os limites de tolerância se referem a um termo usado na legislação em vigor no território nacional. Trata-se da Portaria 3214 do MTE e Norma Regulamentadora número 15. Conforme o item 1 do seu anexo 11:

“nas atividades ou operações nas quais os trabalhadores ficam expostos a agentes químicos, a caracterização de insalubridade ocorrerá quando forem ultrapassados os limites de tolerância”.

Isso quer dizer que o número determinado pela legislação trabalhista não pode ser superado. Caso essa determinação não seja respeitada, se corre o risco de pena por caracterização de perigo iminente e grave. Isso porque se necessita ter o controle imediato da situação exposta, chegando ao ponto de interromper todos os afazeres se for preciso.  

Amostragem

Já a amostragem se trata de uma série de processos realizados para se obter a estimativa da exposição no local de trabalho. Esse trabalho é muito importante por oportunizar o acesso tanto a amostras representativas quanto a resultados altamente confiáveis.

Coleta de amostras

Vale salientar que o controle das amostras é considerado um processo ágil para a coleta de determinada quantia de um agente químico. Normalmente, esse agente químico se faz presente na atmosfera e até na área respiratória de um profissional. Para que o procedimento seja efetuado de maneira apropriada, o responsável precisa utilizar aparelho de coleta específico.

Avaliação de exposição ocupacional

A análise de exposição no local de trabalho deve ser vista como uma forma de concentração de uma substância qualquer no ar. Isso quer dizer que corresponde a exposição do funcionário, acompanhada da comparação com um padrão apropriado. Na maioria das vezes, esse padrão adotado acaba sendo o Limite de Exposição Ocupacional.

Identificação do agente e reconhecimento do risco

Tão essencial quanto a motivação para efetuar as análises de agentes químicos e biológicos é saber exatamente o que verificar. Entre as centenas de milhares de itens químicos potencialmente presentes em um ambiente laboral, se deve ter convicção do que se busca.

Além disso, a identificação de um risco químico de modo adequado e completo é de vital importância. Porque do reconhecimento preciso daquele que se tem a intenção de avaliar depende inteiramente a estratégia adotada para a realização de todos os procedimentos.

Em algumas ocasiões de reconhecimento complexo dos agentes químicos no local de trabalho, há a possibilidade de finalizar a etapa de mapeamento com o auxílio de algumas amostras. De modo geral, essas amostras são obtidas no pior cenário pior e com a aplicação de aparelhos de amostragem e metodologias menos eficientes.

Por exemplo, se considera a adoção de tubos colorimétricos, porém com uma análise inicial, os resultados registrados podem ser úteis para indicar a melhor estratégia a ser seguido. Tudo para que se possa ocorrer as análises de agentes químicos e biológicos de forma detalhada e rigorosa das condições de trabalho.

Conhecimento dos locais laborais

A partir do momento que se descobre a substância, se deve conhecer o lugar e as funções desempenhadas ali. Essa iniciativa tem o intuito de gerar os fatores referentes à exposição e obter as informações básicas. A fim de criar uma estratégia altamente eficiente e ajustada ao caso em questão.

Número de expostos

A obtenção da quantidade de pessoas expostas precisa ser realizada no lugar e através de uma observação muito detalhada de toda a situação. Levando em conta todos os colaboradores que estão no recinto e foram submetidos a exposição por muito tempo. A partir daí, se pode iniciar uma observação em diversos elementos oriundos desta exposição.

Análises de agentes químicos e biológicos

O fato é que as análises de agentes químicos e biológicos são fundamentais para que os profissionais possam trabalhar em seguro nos respectivos ambientes. E ainda que o empregador tenha a condição de comprovar que está cumprindo com todas as suas obrigações perante a legislação trabalhista.

As principais análises de agentes biológicos

  •         Quantificação de fungos
  •         Quantificação de bactérias
  •         Quantificação de vírus

As principais análises de agentes químicos

  •         Fumos metálicos
  •         Vapores orgânicos/solventes
  •         Poeira total
  •         Névoas de óleo

·         Ácidos inorgânicos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Área de Clientes