Parâmetros químicos para análise de alimentos
Parâmetros químicos para análise de alimentos
abril 25, 2019
Classificar água como mineral, entenda o processo
Classificar água como mineral, entenda o processo
abril 25, 2019

Provavelmente, você já escutou o seguinte ditado popular “você é aquilo que com o que se alimenta”. Isso significa que a sua qualidade de vida tem relação direta com o que está no seu prato a cada refeição. Nos dias de hoje, o consumidor tem cada vez menos tempo para se ater a todos os detalhes de sua alimentação e a origem dos itens do seu cardápio pode ser deixada de lado. Por isso, as análises microbiológicas para indústria alimentícia são importantes.

Isso porque essas avaliações são essenciais para garantir a segurança alimentar. Afinal, o controle da qualidade dos alimentos está passando por uma freqüente evolução nos últimos. O intuito primordial desta evolução é desenvolver e fornecer a população produtos tanto de origem animal quanto de origem vegetal, totalmente de acordo com as regras relacionadas a segurança sanitária e em vigor no território nacional.

Vale salientar que o controle de qualidade devido análises microbiológicas para indústria alimentícia, de modo geral, se tornou um instrumento para ajudar desde o aprimoramento e a manutenção da excelência destes produtos. Seja através de segurança ou sensorial, e que possam detalhar a maneira de como as matérias-primas são guardadas, além da forma de processamento, distribuição e estocados.

Quando se reflete sobre as análises microbiológicas para indústria alimentícia, muitos dos consumidores tendem a pensar sobre a qualidade sanitária dos alimentos que estão consumindo no seu dia a dia. Por isso, o controle e a fiscalização desempenham um trabalho primordial.

Qual sua importância?

É preciso destacar que as análises microbiológicas para indústria alimentícia são indispensáveis para que se possa ter dados sobre as condições sanitárias e higiênicas no decorrer dos processos de fabricação, distribuição, armazenamento, bem como apurar todos os riscos vinculados a segurança dos alimentados e bem estar dos seus respectivos consumidores.

Os resultados das análises microbiológicas para indústria alimentícia tem a capacidade de repassar informações detalhadas. Tais como:

  • A existência ou não de contaminação dos alimentos;
  • Os microrganismos envolvidos nesta contaminação;
  • A quantidade de agentes nocivos no alimento em questão.

Essas informações são necessárias para que se tenha meios de trabalhar para a sua eliminação e/ou o controle deles, ainda mais se causarem algum tipo de patologia, que provocam enfermidades repassadas por alimentos (DTAs).

Esses testes de avaliação microbiológica também existem com a finalidade de cumprir todos os parâmetros estabelecidos pela lei deste segmento. Essas normas específicas são usadas com a finalidade de provar a inocuidade dos alimentos, como, por exemplo, a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) número 12, oficializada no dia 2 de janeiro de 2002, através do Regulamento Técnico Sobre Padrões Microbiológicos Para Alimentos, que concede diversas variedades de alimentos e o modelo microbiológico a ser acompanhados pelos fabricantes de alimentos.

É relevante ponderar que as análises microbiológicas para indústria alimentícia são serviços executados unicamente por estabelecimentos devidamente credenciados e aprovados pelos órgãos competentes, e por se referir a comprovação dos níveis microbiológicos e de excelência dos alimentos, é essencial escolher um prestador de serviço que conte com alto nível nas ações que precisam ser efetuadas. Até porque em algumas vezes, as avaliações são medidas obrigatórias por lei, tanto para o processamento como para a venda dos alimentos.

Como devem ser realizadas as análises microbiológicas para indústria alimentícia?

Como se trata de uma necessidade para que os estabelecimentos tenham a convicção de estar trabalhando e comercializando produtos alimentícios devidamente seguros e de qualidade comprovada, esse tipo de avaliações devem ser executadas através de análise por microbiologia clássica ou ainda pela detecção de microrganismos com a ajuda do seqüenciamento de DNA (ácido desoxirribonucleico; ou DNA, em inglês: deoxyribonucleic acid).

Neste sistema de análise, se torna possível captar a presença, em todo o tipo de alimento, de bactéria nociva ou deteriorante, ou outros microrganismos, que provoquem prejuízo à saúde e prejuízo a saúde daquele que tende a ingerir o alimento. Para as análises efetuadas com o padrão de seqüenciamento de DNA, também dá para se reconhecer possíveis fraudes em alimentos.

Portanto, as análises microbiológicas para indústria alimentícia devem ser realizadas ao longo de todo o procedimento de fabricação. Essa ação é de vital importância por se tratar de uma maneira de prevenir e ainda oportunizar o monitoramento de contaminações e outros riscos a saúde do consumidor.

Afinal, o monitoramento da qualidade dos alimentos por meio das análises microbiológicas para indústria alimentícia, está passando por uma grande transformação ultimamente visando o aperfeiçoamento e a criação de novas técnicas que tenham a capacidade de oferecer aos fornecedores de matéria-prima, aos produtores e distribuidores de alimentos, o melhor produto final.

Ou seja, o repasse de alimentos de excelência e que não representam tipo algum de ameaça aos seus consumidores finais. No fim das contas, todos os envolvidos no segmento são beneficiados ao elevar a qualidade de seus produtos e não sofrem com qualquer de penalização financeira e/ou legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Área de Clientes