Análises microbiológicas para alimentos de origem vegetal
Análises microbiológicas para alimentos de origem vegetal
abril 25, 2019
Conheça as etapas da análise e tratamento de efluentes hospitalares
Conheça as etapas da análise e tratamento de efluentes hospitalares
abril 25, 2019
Principais ensaios para análise de materiais para indústria metal-mecânica

A indústria metal mecânica, se ocupa com transformação de metais, como, por exemplo, o ferro, a prata, o ouro, o estanho, o cobre, entre outros, em elementos para o consumo final. Por isso, os principais ensaios para análise de materiais para indústria metal-mecânica são fundamentais para compreender o comportamento dos elementos metálicos, compostos intermetálicos, as misturas e aplicações.

Os principais ensaios para análise de materiais para indústria metal-mecânica tem a responsabilidade de executar testes com esses componentes industriais visando avaliar as características de cada um para a finalidade pretendida. Esse tipo de experimento, por sua vez, vai mostrar os itens aos esforços que vão sofrer quando for utilizados para as suas finalidades.

A partir daí, é possível estabelecer um funcionamento adequado de todos os componentes dentro do contexto no qual será colocado. Além disso, os itens empregados nos principais ensaios para análise de materiais para indústria metal-mecânica podem ser um elemento somente para a avaliação ou ainda para a peça final.

Vale salientar que esses ensaios acabam por revelar pontos relevantes, tais como:

  • A dureza;
  • A tração;
  • O impacto;
  • O dobramento;
  • A compressão;
  • A resistência a torção
  • A rugosidade na superfície;
  • O vergalhão;
  • O cisalhamento.

Principais ensaios para análise de materiais para indústria metal-mecânica

Ensaio de Raio X;

Este é um tipo de ensaio não-destrutivo que tem como base a absorção diferenciada da radiação penetrante no item avaliado. Em função das distinções de densidade e oscilações da espessura do elemento ou até das diferenças de características de absorção provocadas por variação na estrutura do material e variadas regiões de uma peça que sugam quantias diferenciadas de radiação. Essa absorção é captada por um tubo de imagem e calculada por detectores de radiação. A oscilação na quantidade da radiação aponta a ocorrência de um erro interno ou falta de sequência do material.

Ensaio de Infravermelho

O ensaio de infravermelho é usado na detecção de agrupamentos de materiais e oportuniza analisar várias particularidades como, reconhecer matérias desconhecidas e contaminações, estabelecer a taxa de oxidação, analisar a degradação, enumerar os elementos, entre outros.

Ensaio de MEV – Microscopia Eletrônica de Varredura;

A Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) verifica a superfície do material, de maneira que o feixe de elétrons não traspasse o espécime. Esse feixe estreito é colocado em cima do objeto, avaliando de um lado para o outro de maneira uniforme.

Ensaio de Miscibilidade – Teste de compatibilidade com gás R134a, R22, R600, entre outros;

Esse ensaio apresenta a capacidade de formar uma única fase em intervalos de temperatura, pressão, temperatura e composição.

Teste de Etanol;

A finalidade é verificar a excelência do produto em questão com relação ao etanol e/ou combustível.

Ensaio de TGA e DSC (em polímeros);

A análise térmica diferencial exploratória (DSC) faz parte dos principais ensaios para análise de materiais para indústria metal-mecânica e capta o fluxo de energia calorífica vinculada as passagens dos materiais devido a temperatura. Essa é uma técnica de avaliação, no qual a distinção no repasse de energia entre uma substância e um item de referência é calculado a partir da temperatura. Enquanto os dois passam pelo mesmo sistema de aquecimento ou arrefecimento, devidamente monitorado.

A avaliação DSC pode ser executada da maneira isolada em conjunto com o ensaio TGA com o objetivo de detalhar ou provocar as informações obtidas. Além disso, esses ensaios concedem informações qualitativas e quantitativas em procedimentos endotérmicos e exotérmicos, oportunizando o controle de dados vinculados a modificações de particularidades químicas e físicas de produtos. Como, por exemplo:

  • Temperaturas características;
  • Grau de cristalinidade de um polímero;
  • Diagrama de fases;
  • Entalpias de transição de fase e de reação;
  • Estabilidade térmica e embalos de reação;
  • Grau de pureza;
  • Cinética de reações.

Ensaio de Ponto de Fulgor;

Esse ponto é obtido quando a temperatura do óleo alcança um número tal que uma chama, acima de sua superfície, inflame os vapores formados e a ela acaba eliminada totalmente.

Ensaio de Umidade via Karl Fischer;

Como um dos principais ensaios para análise de materiais para indústria metal-mecânica, esse teste de umidade utiliza o reagente Karl Fischer (RKF) que se trata de uma mescla de iodo, dióxido de enxofre e piridina em metanol. A finalidade é determinar pequenas quantidades de água.

Ensaios de Resíduos solúveis e insolúveis

Na lista dos principais ensaios para análise de materiais para indústria metal-mecânica, esse teste tem o objetivo de colocar a prova a integridade dos resíduos, comprovando se são apropriados para a atividade pretendida e suas respectivas condições.  

Ensaio de Viscosidade;

É destinado a encontrar a viscosidade de materiais em alta temperatura e definir valores relacionados tanto a repetibilidade quanto a reprodutibilidade.

Ensaio de Poder Calorífico Superior e Inferior

O Poder calorífico superior (P.C.S.) se refere a junção da energia liberada como forma de calor e energia consumido na valorização da água que se origina em uma reação de oxidação. Já o Poder Calorífico Inferior (P.C.I.) é obtido somente pelo primeiro termo, ou seja, a energia liberada como valor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Área de Clientes