Análise de fungos e bactérias presentes no ar
Análise de fungos e bactérias presentes no ar
maio 21, 2019
Análise de agentes biológicos para áreas de risco químico
Análise de agentes biológicos para áreas de risco químico
maio 28, 2019
Quais os parâmetros das análises de agentes químicos e biológicos?

Os agentes químicos e biológicos no ambiente do trabalho podem prejudicar muito a saúde dos colaboradores. Muitos agentes são contagiosos, tóxicos, contaminantes e capazes de causar danos irreversíveis, incluindo a morte. As empresas devem avaliar o ambiente e adotar medidas de prevenção e segurança, seguindo os parâmetros das análises de agentes químicos e biológicos.

Todos os dias, trabalhadores podem ser expostos a diversos riscos químicos e biológicos. Esses riscos provocam problemas crônicos de saúde em profissionais dos mais diferentes nichos de atuação. A exposição aos agentes químicos e biológicos são responsáveis pelos riscos ocupacionais mais prejudiciais em várias empresas.

Agentes químicos

Os agentes químicos são substâncias encontradas nos estados líquido, gasoso e sólido. Eles podem ser encontrados nos minerais, solventes e conservantes usados por fábricas, indústrias, agricultura e diversas empresas.

Os agentes podem prejudicar a saúde dos colaboradores por meio do contato com a pele, aspiração de gases tóxicos, ingestão e inalação. Os principais agentes químicos encontrados nos ambientes de trabalho são: cloro, ácido clorídrico, amônio, hidrogênio, soda cáustica, ácido sulfúrico, sílica, nitrogênio, butano, metano, hélio, cromo, dióxido de carbono, níquel, propano, acetona, urânio, entre outros.

Esses agentes podem aparecer na forma de neblinas, fumos, gases, poeiras ou vapores e podem causar:

  •         Irritação
  •         Náuseas
  •         Dor de cabeça
  •         Doenças de pele
  •         Sonolência
  •         Problemas de visão
  •         Convulsões
  •         catarata
  •         Câncer
  •         Distúrbios reprodutivos
  •         Dano no sistema nervoso central
  •         Cegueira
  •         Danos em vários órgãos como fígado, rins, pulmões
  •         morte

Agentes biológicos

Já os agentes biológicos são bactérias, vírus, germes, fungos, parasitas e protozoários que ameaçam o bem-estar e a saúde dos colaboradores num ambiente de trabalho. Eles podem causar doenças leves, médias, graves e até contagiosas, que vão impactar diretamente a higiene e a segurança do trabalho.

Os principais setores que apresentam riscos biológicos são:

  •         Hospitais
  •         Alimentos e bebidas
  •         Serviços ligados a saúde
  •         Limpeza
  •         Laboratórios
  •         Agricultura
  •         Pecuária
  •         Frigoríficos
  •         Abatedouros
  •         Peixarias
  •         Necrotérios

Parâmetros da análise de agentes químicos

A equipe de segurança do trabalho deve se manter atenta ao ambiente e reconhecer potenciais riscos. A partir daí, é fundamental realizar análises frequentes.

Conforme o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA da Norma Regulamentadora 09, a amostragem dos agentes químicos é um procedimento importante para avaliar os riscos no local de trabalho. Por meio dessa análise, é possível identificar os tipos de produtos e substâncias perigosas que estão presentes no ambiente.

As empresas devem contratar Laboratórios especializados como a Laboprime para realizar o processo de amostragem de forma correta e com equipamentos adequados. A análise tem como principal objetivo antecipar, avaliar, reconhecer e controlar os riscos químicos no ambiente de trabalho.

Trata-se de uma ação preventiva que estima a exposição dos colaboradores a determinada substância. Dessa forma, é possível realizar comparações de dados com os limites de tolerância estipulados nas normas regulamentadoras. Feita de forma correta, a análise fornece informações corretas para as empresas adotarem medidas necessárias, a fim de evitar surgimento de doenças ocupacionais e ocorrência de acidentes.

Como é feita a análise

Os profissionais da Laboprime visitam o local para ajudar a empresa a identificar o agente químico que deverá ser analisado. Nessa visita, o laboratório conhece o ambiente a ser analisado e as atividade que são desenvolvidas nele. Isso ajuda o técnico a fazer um levantamento primário de dados, como o número de colaboradores que são expostos ao agente, movimentação de materiais, ventilação, horário de trabalho, condições ambientais, etc.

Como são diversos agentes químicos, a identificação correta de qual substância deve ser analisada é fundamental para os resultados. Para isso, o trabalho de coleta de amostras é realizado, de acordo com métodos legais estabelecidos pelos órgãos internacionais NIOSH, OSHA e INSHT.

O profissional deve preencher a Ficha de Informações de Segurança de produtos químicos (FISPQ). É um documento registrado pela ABNT NBR 14725 e de extrema importância para o processo de amostragem.

Todas as amostras devem considerar os limites de exposição de cada agente. Alguns possuem Valor Teto e Stell de 15 minutos. Outros podem ter uma jornada completa de trabalho. Para cada agente analisado, é respeitado 10% da quantidade de amostras para o Grupo Homogêneo de Exposição – GHE.

O monitoramento e análise de exposição a agentes químicos são realizados utilizando vários instrumentos certificados pelo Inmetro. Os principais são:

  •         bombas gravimétricas,
  •         medidores passivos e instantâneos;
  •         bombas de amostragem Gilian
  • Mangueiras de Tygon
  • Ciclones de Nylon e Alumínio
  • Porta tubos e porta cassetes
  • Calibrador de fluxo de vazão Mini Buck
  • Thermo – Higrômetro digital

A Laboprime utiliza parâmetros desenvolvidos para higiene ocupacional e respeita as metodologias analíticas que foram usadas. Os resultados devem ser emitidos até 15 dias úteis após a última coleta. Os valores com os limites de exposição ocupacional constam na Norma Regulamentadora 15.

Os resultados devem acompanhar ART – anotações de responsabilidade técnica, através de um laudo técnico.

Parâmetros da análise de agentes biológicos

Os agentes biológicos são identificados e classificados em 4 categorias de risco. Conforme portaria 405/98 do Ministério da Saúde, é possível identificar e prevenir de forma adequada os agentes biológicos, com base na sua classificação:

Risco 1: baixo o risco de contaminação. Não causam doenças.

Risco 2: Risco leve de contaminação e provoca alguns tipos de doenças.

Risco 3: Risco alto de contaminação pelas vias respiratórias. Pode levar a doenças contagiosas e até letais.

Risco 4: Risco grave. Provoca doenças letais.

Os colaboradores podem ser contaminados vias respiratórias, conjuntiva, cutâneas, oral e percutâneas. As doenças mais comuns causadas pelos agentes biológicos são: gripe, hepatite, febre amarela, malária e tuberculose.

Para evitar essa exposição, é fundamental que as empresas realizam análise de riscos periodicamente. A análise dos agentes biológicos é uma ferramenta poderosa que permite que as empresas priorizem a implementação de medidas de controle. Essas medidas vão garantir a saúde e segurança dos trabalhadores expostos aos agentes biológicos.

De acordo com a NR – 09, a análise dos agentes biológicos deve seguir parâmetros ambientais relacionados ao conforto, higiene, segurança e condições de trabalho. Confira os principais:

  1. a)    Umidade
  2. b)    Concentração de oxigênio(O2)
  3. c)    Temperatura
  4. d)    Concentração de monóxido de carbono (CO)
  5. e)    Velocidade do ar
  6. f)     Concentração de dióxido de carbono (CO2)

Equipamentos portáteis vão determinar esses parâmetros tanto em ambientes abertos, quanto fechados. O Amostrador de Andersen é utilizado para analisar bactérias, leveduras, fungos em ambientes fechados.

Quer saber mais como realizar análises de agentes químicos e biológicos na sua empresa? Fale com nossos especialistas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Área de Clientes